quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Cornucópias folhadas com doce de ovos light e croissants folhados

Bom dia,


Como estamos em período de férias e com as crianças em casa, que tal um lanche diferente??

Num post atrás, disse-vos que tinha feito massa folhada. Aliás, devo dizer que fiz várias tentativas, Umas ficaram mais parecidas  com massa quebrada (...) outras massa semi folhada e esta  última, já bem boa. Mas é preciso que vos  diga sinceramente. Dá muito trabalho, não fica nada barato e custa muito tanta volta à massa. Se  tiverem uma boa marca de massa folhada ( a que até hoje experimentei melhor, foi do Lidl, a fresca, e a congelada da Iglo. O resto é para esquecer...bom, das marcas que experimentei, claro. Haverá outras marcas que não testei!





Como não tinha  formas de cornucópias  fiz as formas com rolo de papel  que bem no papel de alumínio e papel  aderente. Cortei  e revesti com papel alumínio.




   







Ao mesmo tempo fiz pequenos croissants, para aproveitar o resto da massa.


Coloquei um tabuleiro com água quente, que vai tornar o ambiente de cozedura, mais húmido para que a massa tenha tempo para crescer ao mesmo tempo que coze.




O ambiente húmido que é criado pela água dentro do forno, é visível.



Os ingredientes que precisa para fazer o tal creme pasteleiro, estilo doce de ovos light.

Bata três colheres de farinha de milho fina, com 100 ml de leite magro morno  e três ovos.


Numa frigideira anti-aderente, coloque 150 ml de água a ferver, com 5 colheres de sopa de açúcar ( rasas)


Vá adicionando pouco a pouco os  três ovos batidos com a farinha e 100ml de  leite magro,  (bater bem,  em espuma, até ficarem claros). Nunca pare de mexer e verta a mistura com os ovos,  a fio, devagar, para não esfarrapar.

 Os ingredientes.


As cornucópias já cozidas.


O creme para rechear as cornucópias, deixe esfriar um pouco e coloque no saco pasteleiro.



Aqui as cornucópias sem recheio.



E cá estão as cornucópias recheadas.



E os croissants e folhadinhos que fiz com o resto da massa e para aproveitar o calor do forno. (folhados de salsichas de soja, as nossas preferidas agora). Comopodem verificar, esta massa folhada, já está bem melhor do qwue as anteriores, que  também fotografei.




Esta foi a quinta tentativa de fazer massa folhada...

A massa folhada tem um segredo, é que não se pode poupar na manteiga.  Encontrei um site  de uma escola de hotelaria do Brasil, onde ensina a fazer. Uma das coisas que correu mal nas primeiras vezes e razão porque a massa não folhou bem, foi, a primeira poupei na manteiga ( coloquei metade do que deveria). A segunda e terceira, dei três voltas à massa ao contrário. Isto é, a massa depois de receber a manteiga, é dobrada, Depois repousa, volta a dobrar, sempre na mesma direcção. Eu coloquei dobrado em lenço...por isso mal folhou, mas ficou muito saborosa. Usei para bases de tartes. Como é um produto fresco, pode ser  guardado no frio, envolvido em película aderente, por até duas semanas.

https://www.youtube.com/watch?v=ZVcjC_atbEM

E aqui, de forma muito simples !!! com uma pessoa que gosto muito e é super  divertida!!
ttps://www.youtube.com/watch?v=9zsoNmPQ8_U

Espero que gostem das sugestões.  Bom apetite!!

Sem comentários:

Enviar um comentário